segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Imprevisibilidades

Minha vida não consegue ser tão planejada quanto antes da maternindade. Isso porque eu descobri qu, com a chegada da minha pequena, tudo pode mudar a qualquer momento.

A imprevisibilidade pode ser muito bacana para alguém como eu, que gosta de tudo bem planejado. Gosto de ter horários e saber o que vou fazer aos finais de semana com certa antecedência. Ok, confesso que isso é muito chato e, portanto, sair da rotina repentinamente podem trazer expriências muito bacanas!


Mas, tudo tem seu lado negro.


Sábado eu tinha um casamento de uma amiga muito querida pra ir. Estava me planejando desde dezembro para que nada desse errado. Não deixei vacinas para dar essa época, pois sei que as reações são inesperadas e poderiam deixar a pequena indisposta. 
Mas, vocês já perceberam que a festinha não rolou né?


Pois então. A Amelie acordou com um pouco de tosse no sábado. Nada demais. Até achei que fosse o pó dos bichinhos de pelúcia que ela vive amassando. 
Fui ao cabelereiro logo de manhã para que a tarde não ficasse toda atrapalhada. 


Mas ela foi piorando e, às 17h da tarde, teve febre. Ficou chorosa (claro) e não queria que saíssemos de perto dela. Pensei em deixá-la com minha mãe, mas a febre não cedia e ela começou a chorar ainda mais. Mais uma vez: Como eu vou sair para me divertir se ela está malzinha desse jeito?


Coloquei o pijama (quanto glamour para alguém que vestiria um super vestido de festa) e deitei com ela. Ficamos os três (eu, Dan e Amelie) curtindo uma gripe forte, que chegou de repente e arruinou os planos para o final de semana. 


A Amelie ainda está com uma super tosse. Hoje nem foi ao berçário. Ficou com o pai em casa. E meu coração tá pequeno, pequeno, uma vez que eu não posso deixar de trabalhar para poder cuidar dela. =/



 

3 comentários:

  1. Ai amiga... isso acontece. Já deixei a Madu internada no Santa Catarina e fui trabalhar porque não tinha quem ficasse no meu lugar.
    Mas somos mães fortes e vamos passar por cima desses pequeeeeeenos detalhes.
    Beijos e amo vcs...
    Tati

    ResponderExcluir
  2. Ai, amiga, isso é imprevisivel mesmo...
    Já deixei muitas coisas por fazer para poder cuidar do Gá.
    Coisas de mãe...
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Minha tia já diz que criança sente quando vamos sair, e que parece que é ai que ela começa a ter reações para a gente ficar em casa com elas ...
    nada mal, é uma troca justa eu acho ...
    rs

    Espero sua sua princesa melhore...

    Vou te seguir... beijos

    ResponderExcluir