quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Culpa

Ontem, após 7 meses do nascimento na minha pequena, saí com minhas amigas e deixei a Amelie aos cuidados do pai.


Não foi nada demais, apenas um jantar depois do trabalho para distrair e dar boas risadas. Embora tenha sido realmente muito relaxante, eu fiquei com uma culpa danada. Como eu pude deixar de ficar com minha pequena e sair para me divertir? Ela ainda precisa de mim (ou pelo menos eu acho que ainda quero acreditar que sou essencial para ela hahahahahaha).


Eu sei que eu preciso ser um pouco mais desencanada, mas qual é o limite? Não acredito nesse papo de que passar um tempo de qualidade com a criança resolve a ausência. No meu mundo perfeito eu ficaria o tempo todo com ela, acompanhando suas evoluções e aprendizados. Mas como ainda não ganhamos na Mega Sena, preciso me ausentar e trabalhar.


Sei que ela sente falta justamente por conta da manha que ela anda fazendo. Querer ficar absolutamente grudada em mim, como se a qualquer momento eu fosse desaparecer, não é um comportamento de uma bebê que está satisfeita com o tempo que a mãe passa com ela, não é mesmo?


Ando com muitas dúvidas sobre isso. Será que isso pode influenciar em sua personalidade? Será que quando ela ficar adolescente vai contar para as amiguinhas que tem uma mãe meio ausente? ( Morro de medo que ela pense isso!)


E cada dia que passa os questionamentos vão ficando mais e mais complexos!



5 comentários:

  1. Oi, flor! Estou conhecendo seu blog agora...
    Olha, meu bb está com 1 ano e 2 meses. Com 4 meses acordava a cada 2h30 para mamar. Mesmo de madrugada. Um amigo nos recomendou o livro "Nana nenê" (uns 20, 30 reais, pela internet).

    Nós fizemos o método com pequenas adaptações... mas nunca ficávamos no quarto do bebê, pq percebemos q qdo fazíamos isso ele não entendia pq não o pegávamos e chorava mto.

    O livro explica que é normal todo mundo acordar de noite, só que às vezes o bb não aprendeu ainda que isso é normal e que ele pode simplesmente voltar a dormir sozinho. A idéia do método é essa: que ele aprenda a ter autonomia.

    Menina, em duas semanas de método o meu pequeno já estava dormindo 7 horas seguidas. Fomos fazendo o método ate ele dormir diretão. Depois de mais duas semanas ele já dormia umas 11h seguidas sem acordar.

    Claro que tem dia q o bb tem um pesadelo, outro dia é cocô, outro dia um barulho o assusta... mas o importante é seguir um método legal e não desistir. No começo dá mta pena, pq parece q eles estão pra morrer (choram), mas logo vc vê que eles entendem e não estão sofrendo não...

    Tem uma amiga que leu a Encantadora de bbs e gostou. Não conheço. Mas o Nana nenê eu recomendo pra todo mundo. Salvou meu sono!
    http://rodasdenotape.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Ai, menina, desculpa, mandei o mesmo comentário duas vezes... e era pra ir pra outro post... o da manhã...
    vergonhinha...

    ResponderExcluir
  3. Flor, meu filhote ficou um grude enorme comigo nessa idade... mais ou menos dos 7 aos 11 meses. Meu marido até ficava até meio triste... um médico amigo nosso disse que é qdo a criança começa a entender que a mãe não faz parte dela, que está perto, mas não é parte dela. FAz algum sentido, não faz?

    Já pensei sobre isso que vc falou... mas depois fiquei pensando no qto é frustrante e duro para uma pessoa só se dar conta lá pela adolescência de que os pais não são superpessoas e têm defeitos. Eu já visso acontecer e é terrível.

    Acho que faz parte do aprendizado da vida sua neneca saber que vc não é perfeita e que nem mesmo os pais, com todo aquele amor, podem fazer tudo o que ela deseja. Acho que ela está aprendendo a lidar com as limitações normais da vida. Mas eu sei, dá mta peninha, né? hehehe...

    Mas, olha, pro seu marido (e pra relação dele com ela) é até melhor que vc saia às vezes, pq nessa fase (se ela for como o meu era) ela não vai aproveitar ninguém se vc estiver por perto. E bbs precisam aprender a socializar, né?

    Boa sorte com a bbzinha!

    ResponderExcluir
  4. AMOREEE
    ter vc pertinho da gente de vez em qdo é mto gostoso! ma sentendo seu sofrimento e saiba q a pequena amelia é mais do que bem vinda nos nossos encontrinhos!
    mas eu sei que e importante para vc ter o SEU tempo!

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Oláa!! querida, confesso que li hoje seu blog hoje todinho todinho, sim, de "cabo a rabo" e nem me dei conta da hora... adorei!! cada detalhe, desde a descoberta, até seu cotidiano agora com os 7 meses da linda Amelie!!
    É realmente mágico ser mãe! muda completamente nossa vida, em muitos momentos me vi ali lendo suas palavras... parabéns, passarei mais vezes por aqui!
    Quero apresentar o Luquinhas pra ela, não esqueça...rsrs...
    Beijão, Karina

    ResponderExcluir