sexta-feira, 20 de agosto de 2010

O Grande dilema

Eu gostaria de aparecer por aqui com mais frequência, mas, em vez de ficar no computador, quando eu tenho tempo, prefiro encher minha pequena de beijos e carinhos. O tempo está passando rápido demais.

Estou vivendo o maior dilema da mãe moderna: Onde eu vou deixar minha pequena quando voltar a trabalhar?
As avós já se ofereceram para ficar com ela, cada uma em um período diferente. Mas essa opção não facilitaria muito a minha vida. Com certeza ficaria mais cansada, além de dar trabalho para minha sogra ou para minha mãe. Então, pensei em visitar diversos berçários o quanto antes para que a decisão seja bem pensada.

Hoje visitei um berçário aqui do lado de casa. Tudo muito bonitinho e organizado. Cada criança no seu bercinho ou em uma cadeira muito bacana de balançar. Os ambientes bem coloridos e as “tias” fazendo de tudo para distrair aquele monte de bebês. Nenhum deles estava chorando, mesmo os menorzinhos.

Embora eu esteja morrendo de vontade de voltar a trabalhar, eu não quero deixar minha pequena com qualquer pessoa. E, enquanto eu andava pelos corredores amplos do colégio, eu pensava em muitas coisas. E se ela se esquecer de mim? E se as “tias” não forem bacanas? E se ela ganhar um(a) amiguinho(a) especialmente malvado(a), que a maltrate (como aconteceu comigo...)?
E se ela ficar horas com um cocô na fralda? Será que ela vai sentir falta dos meus beijinhos??

A volta ao trabalho é desejada e financeiramente necessária (embora eu tenha percebido que GRANDE parte do meu salário será destinado ao berçário), mas eu já estou sofrendo com a possibilidade de perder avanços significativos no desenvolvimento da minha pequena.

Depois que a secretária apresentou os valores e condições para matrícula ela pediu para que, caso eu decida por esse colégio, devo realizar a matrícula, no mínimo, 15 dias antes de voltar à labuta. Claro, para que ela possa se adaptar, eu disse.
Não mãe.. De verdade, ela quase não vai sentir. A gente pede isso para que você consiga se adaptar e não chorar copiosamente durante a primeira semana de trabalho.

É... O jeito é curtir cada minuto que me resta com ela. =)

Um comentário:

  1. Flor, é uma decisão difícil...se quiser conversar, compartilhar e dividir as angústias e dúvidas deste momento, conte comigo! Pode me ligar! Sou toda ouvidos! bjos
    Paloma e Isa

    ResponderExcluir